Grupo LVMH se retiram da Baselworld

Grupo LVMH se retiram da Baselworld

Grupo LVMH se retiram da Baselworld. Bvlgari e outras marcas suíças do Grupo LVMH, se retiram da Baselworld para se juntarem às outras marcas da indústria relojoeira em Genebra.

Grupo LVMH se retiram da Baselworld

Os fabricantes de relógios suíços pertencentes ao Grupo LVMH, líder mundial em luxo, decidiram deixar Baselworld para se juntarem às outras marcas principais da indústria relojoeira suíça em Genebra, a partir de 2021.

Grupo LVMH se retiram da Baselworld

Os fabricantes de relógios suíços do Grupo LVMH, incluindo a Divisão Relojoeira da LVMH (TAG Heuer, Hublot e Zenith) e a Casa Bvlgari, tomaram nota da saída da Rolex, Tudor, Patek Philippe, Chanel e Chopard do Salão de Basileia, prevista para Janeiro de 2021.

Grupo LVMH se retiram da Baselworld

Neste contexto de uma representação claramente enfraquecida da indústria relojoeira suíça e, por consequência, de uma participação inevitavelmente menor.

Confira também Bvlgari faz grande doação ao Hospital Lazzaro Spallanzani

Parece claro para as marcas que compõem a Divisão e para a Casa Bvlgari que devem igualmente retirar-se, a fim de preservar a sua imagem e as suas relações com os seus clientes, bem como com os meios de comunicação social.

Por esta razão, não participarão na edição de 2021 da Baselworld.

As quatro Maisons estão considerando vários formatos de eventos potenciais correspondentes à necessidade de apresentar as suas orientações estratégicas e novos produtos aos seus parceiros comerciais bem como à imprensa internacional no próximo ano.

A Divisão de Relojoaria da LVMH, por um lado, e a Bvlgari, por outro, decidirão sobre os seus planos nas próximas semanas, de acordo com os seus respectivos objetivos.

“Lamentamos ter de deixar este evento de mais de cem anos – Baselworld, ao qual as nossas Maisons têm sido consistentemente leais.

No entanto, é evidente que temos de reagir rapidamente e tomar outras medidas.

Estamos perante uma oportunidade de reinventar o formato e o conteúdo de um dos momentos chave do nosso ano relojoeiro, que representou simultaneamente um grande desafio comercial e uma força de influência para as nossas marcas.

Com isto em mente, faremos o nosso melhor para estar presentes ao lado das outras prestigiadas Maisons que se reunirão em Genebra, em Abril de 2021.

E assim satisfazer as exigências dos nossos parceiros e clientes, oferecendo-lhes uma experiência inigualável”. Stéphane Bianchi, CEO da Divisão de Relógios da LVMH

“Agrupar toda a indústria relojoeira suíça num único local, Genebra – a capital histórica da relojoaria – e em torno de uma única data, é uma grande oportunidade para, finalmente, reavivar um setor que, em comparação com o resto do setor do luxo.

Em que a Bvlgari opera e que está progredindo mais rapidamente, enfraqueceu devido às divisões e interesses divergentes.

Estamos ansiosos por ir a Genebra em abril de 2021, apesar de ainda precisarmos definir os termos da nossa participação, que iremos especificar nas próximas semanas.

Estamos também muito satisfeitos por não ter que compensar a falta de programas de vigilância institucional, que em 2020 nos obrigou a tomar iniciativas táticas que eram necessárias a curto prazo, mas indesejáveis a médio prazo”. Jean-Christophe Babin, CEO do Grupo Bvlgari.

Fonte Suporte Comunicação Assessoria de Imprensa – Foto: Divulgação / Arquivo Pessoal

Leia também Atelier Arthur Caliman distribui kits de máscaras de tecido para revender ou doar

Grupo LVMH se retiram da Baselworld