O Movimento Sou de Algodão promove desfile nesta sexta feira na Casa de Criadores em São Paulo

O Movimento Sou de Algodão promove desfile nesta sexta feira na Casa de Criadores em São Paulo

E hoje acontece desfile promovido pelo movimento Sou de Algodão na 46ª edição da Casa de Criadores patrocinador master da Sou de Algodão

Para este evento especial 23 estilistas criaram 23 looks de algodão com parceria de 20 tecelagens.

A Sou de Algodão comemora e celebra seus três anos, exaltando as origens da moda brasileira. Ao todo, o movimento selecionou 23 histórias relacionadas à fibra e traz para a passarela pessoas reais de todos os elos da cadeia do algodão produtores, funcionários, trabalhadores, estilistas, consumidores entre outros.

O line-up do dia: Estamparia Social, Mateus Cardoso, Dario Mittmann e Rodrigo Evangelista.

Estilistas e marcas parceiras Sou de Algodão:

Estilistas: Alex Kazuo, Bispo dos Anjos, Cho. Project, Diego Fávaro, Estamparia Social, Estúdio Traça, Felipe Fanaia, Heloisa Faria, Igor Dadona, Jal Vieira, Jorge Feitosa, Ken-gá, Koia, Martins, NotEqual, PIM, Rafael Caetano, Renata Buzzo, Reptilia, Rober Dognani, Rocio Canvas, Thear, Weider Silveiro.

Marcas parceiras: Canatiba, Capricórnio, Cataguases, Cedro Têxtil, Cotton Move, Dalila, Fabril Mascarenhas, G. Vallone, HC Têxtil, ITM Têxtil, Jolitex , Maliber, Nicoletti Textil, Panamericana, Paranatex, Santanense, Santista Jeanswear, Textilfio, Vicunha e Zune Denim.

Abrace este movimento! Informações adicionais pelo site www.soudealgodao.com.br e pelas redes sociais @soudealgodao.

Sobre

Movimento Sou de Algodão

É uma iniciativa da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa) e Instituto Brasileiro do Algodão (IBA) para incentivar o uso do algodão por meio de conscientização sobre os seus benefícios à saúde e ao bem-estar, fortalecer a cadeia produtiva em torno desta fibra natural e transformar a commodity em um produto com alto valor agregado. Atualmente, mais de 80% da produção de algodão do Brasil é certificada pelo programa ABR (Algodão Brasileiro Responsável), que assegura a sustentabilidade do algodão, e 70% é licenciada BCI (Better Cotton Initiative), iniciativa presente em mais de 21 países. Esses números fazem do país o campeão mundial de fibra comprovadamente sustentável. Isso significa que a sua produção como atividade econômica levou em consideração parâmetros corretos tanto do ponto de vista ambiental e social quanto econômico.