João Paulo Lorenzon reestreia Van Gogh

João Paulo Lorenzon reestreia Van Gogh

 João Paulo Lorenzon reestreia Van Gogh. A Sombra do Invisível com foco na reflexão sobre as prisões internas de cada indivíduo.

Sucesso de público, o espetáculo intimista retorna ao pequeno porão do teatro Viga, em Pinheiros, trazendo um ciclo de debates sobre variados pontos de vista incluindo espiritualidade, psicologia, literatura, filosofia e comportamento.

Após o sucesso da primeira temporada de cinco meses, o espetáculo Van Gogh – A Sombra do Invisível reestreia no porão do teatro Viga, em Pinheiros, ficando em cartaz até 24 de maio. Com capacidade ampliada, agora com 55 lugares disponíveis, o público tem uma nova oportunidade de assistir ao décimo trabalho autoral de João Paulo Lorenzon, criado a partir do livro Cartas a Théo, sob direção de Helena Fraga.

Mais do que isso, a nova temporada terá uma novidade, Lorenzon e Fraga promoverão uma série de diálogos, após os espetáculos, com temas variados, mas com um ponto em comum: a profunda prisão interior que cada ser humano carrega consigo.

João Paulo Lorenzon reestreia Van Gogh
Crédito foto Maurizio Mancioli

Confira também Faa Morena prestigia espetáculo ‘Donna Summer Musical’

A programação até o fim da temporada conta com a participação de Leda Herrmann, membra efetiva da Sociedade Brasileira de Psicanálise para uma conversa intitulada “Diálogos Psicanalíticos”, da filósofa Carolina Pisa (“Olhares”), do Instituto Sedes (“Psicanálise e Educação”), e do empresário Diego Rodrigues (“Papo de Bar”), entre outros temas e convidados. “Se trata de um convite aos nossos expectadores se libertarem e serem corajosos consigo”, explica Lorenzon.

“Van Gogh sempre exerceu em mim um fascínio por conta do abismo entre esse homem que não vendeu nada em vida, sendo julgado como um excluído, bêbado, mendigo, e hoje é um ícone da arte. Há uma carta ao irmão sobre um pássaro na gaiola que dá a entender que o pássaro é ele mesmo, mas também dá a entender que somos todos nós. Só que a diferença é que ele era preso para fora e nós somos presos para dentro”, explica Lorenzon.

Sobre a peça

Baseado nas cartas que Vincent Van Gogh escreveu ao seu irmão Théo, Lorenzon expõe os medos e as dores profundas do aclamado pintor e, ao revelá-los, abre também espaço para o sonho, para o desejo e para a vasta produção incompreendida que, anos depois, foi altamente consagrada.    

Sobre o cenário:

A figura de Van Gogh será vista sob a luz sombria de Lúcia Chedieck, em sua sexta parceria com Lorenzon, sobre uma ponte inacabada repleta de folhas secas. Sobre a ponte, uma cadeira vazia. Cenário criado por Walter Manfio e Alice Rocha que também assina a pesquisa e supervisão dramatúrgica.

João Paulo Lorenzon retorna ao seu sexto solo depois de cinco anos em criações coletivas.

Van Gogh A Sombra do invisível é seu décimo trabalho autoral em dez anos. Lorenzon é ator e diretor teatral brasileiro, indicado ao Prêmio Shell em 2012 como melhor ator por sua atuação como o escritor cego argentino Jorge Luis Borges, no espetáculo ‘Eu vi o Sol Brilhar em toda a sua Glória’.

Em 2015, interpretou o bailarino russo Nijinsky em NIJINSKY – Minha Loucura é o Amor da Humanidade, de Gabriela Mellão, espetáculo selecionado pelo Festival Internacional de Avignon, na França. Fundou e dirige a Espaço Mágico Escola de Teatro e a Companhia Espaço Mágico.

Veja também Júnior & Cézar gravam novo projeto

Sinopse:

Van Gogh A Sombra do invisível deseja mergulhar na profundeza obscura do artista holandês para encontrar luz; deseja olhar para as fraquezas humanas para encorajar a viver e reconhecer como possibilidades complementares, sentimentos que são considerados opostos.

A peça estreia dia 07 de março de 2020, sábado, 21h, na sala piscina do Teatro Viga, em Pinheiros, e fica em cartaz até o dia 24 de maio 2020 aos sábados e domingos.

Ficha Técnica
Criado a partir de Cartas a Théo
Dramaturgia e atuação: João Paulo Lorenzon
Direção: Helena Fraga
Pesquisa e Supervisão de dramaturgia: Alice Rocha
Desenho de luz: Lúcia Chedieck
Composição original: Manuel Pessoa
Cenário: Walter Manfio e Alice Rocha
Produção executiva: Espaço Mágico Produções Artísticas
Fotografia: Maurizio Mancioli
Assessoria de imprensa: Coletiva Comunicação

Serviço
De 7 de março a 24 de maio de 2020
Sábados às 21h, domingos às 19h
Local: Teatro Viga Espaço Cênico, sala piscina (com acessibilidade)
Rua Capote Valente, 1323, Pinheiros (Metrô Sumaré)
Ingresso: R$ 60 (inteira) / R$ 30 (meia entrada)
Vendas: www.sympla.com.br/vangogh Duração: 50 min
Classificação: 12 anos

João Paulo Lorenzon reestreia Van Gogh.

1 Comment

Comments are closed.