Parque das Aves em Foz de Iguaçu se prepara para início da temporada reprodutiva

Parque das Aves em Foz de Iguaçu se prepara para início da temporada reprodutiva

Flamingo trabalha no seu ninho

Trabalho visa desde a construção de ninhos e observação da formação de casais até cuidados especiais com filhotes mais fracos. Flamingo trabalhando no ninho Imagens: Divulgação

A poucos dias do início da estação reprodutiva, a equipe do Parque das Aves se mobiliza para receber os novos filhotes prestes a nascer. As aves que normalmente abrem o calendário de reprodução são os flamingos, uma das espécies de aves da qual a instituição é referência na reprodução. 

A chefe da Divisão de Veterinária, Ligia Oliva, conta que a equipe que trabalha com os diversos filhotes que vão nascer no Parque das Aves é composta por veterinários, zootecnistas, biólogos e técnicos dedicados aos mais variados tipos de cuidados. No caso dos flamingos, alguns cuidados extras são necessários.

Fotos divulgação

Sobre o Parque das Aves

Com 25 anos de atuação e 250 colaboradores, o Parque das Aves é a única instituição do mundo focada na conservação de aves da Mata Atlântica. Possui 16 hectares de mata restaurada, 1.500 aves de 150 espécies diferentes, com três viveiros de imersão e um borboletário. O objetivo do Parque das Aves é atuar investindo significativamente para criar um impacto positivo para as aves da Mata Atlântica, principalmente as 120 espécies e subespécies em risco de extinção. O Parque das Aves recebe 830 mil visitantes por ano, sendo o atrativo mais visitado de Foz do Iguaçu depois das Cataratas.